Walmart encerrará centros de saúde e atendimento virtual por alto custo operacional

Walmart encerrará centros de saúde e atendimento virtual por alto custo operacional

Walmart Health e Walmart Virtual Care, que visavam atender as populações rurais e sem acesso à saúde, fecham suas portas após cinco anos da inauguração devido ao "modelo de negócio insustentável"

By Published On: 01/05/2024
Walmart anuncia fechamento de centros de saúde

Foto: divulgação

A multinacional americana Walmart encerrará 51 centros de saúde e seus serviços de atendimento virtual. O anúncio foi feito na última terça-feira (30) e os fechamentos devem acontecer dentro de 30 a 90 dias. Em comunicado, a empresa afirmou que o motivo do encerramento se deu pelo alto custo operacional do empreendimento.

A proposta de negócio, que iniciou com o primeiro centro em 2019, era atender pessoas em zonas rurais e populações sem acesso adequado à saúde. Os centros Walmart Health e Walmart Virtual Care eram oferecidos, portanto, em locais com taxas mais altas de doenças crônicas e menor quantidade de médicos para atenderem os cuidados primários da população. Ainda assim, Walmart deve continuar operando 4.600 farmácias e mais de 3.000 centros oftalmológicos existentes pelos Estados Unidos.

No comunicado, a companhia abordou o impacto da decisão: “Compreendemos que esta mudança afeta vidas – os pacientes que recebem cuidados, os funcionários e prestadores que prestam cuidados e as comunidades que nos apoiaram ao longo do caminho. Esta é uma decisão difícil e, como em outros casos, o ambiente desafiador de reembolso e os crescentes custos operacionais criam uma falta de rentabilidade que torna o negócio de saúde insustentável para nós neste momento”.

Segundo a empresa, a prioridade agora é garantir que as pessoas afetadas sejam tratadas com respeito e apoio durante a transição. Os parceiros fornecedores continuarão a atender os pacientes enquanto as clínicas continuarem abertas. Quanto aos funcionários, todos serão remunerados por 90 dias, a menos que se transfiram para outro local do Walmart ou Sam’s Club ou saiam da empresa. Caso não se transfiram ou saírem, receberão indenização.

Fechamento dos centros de saúde Walmart

Os centros de saúde ofereciam serviços de cuidados primários e urgentes, laboratórios, raios X e saúde comportamental nos estados do Arkansas, Flórida, Geórgia, Illinois, Missouri e Texas. Já as farmácias e centros oftalmológicos, que continuarão abertos, expandiram seus serviços nos últimos anos. Eles oferecem imunizações, serviços de testes e tratamento, acesso a medicamentos e cuidados farmacêuticos especializados, assim como gestão de terapia medicamentosa e exames de saúde. 

O movimento do Walmart tem ocorrido com outros players que tentaram avançar na área de saúde, como Walgreens, Amazon e CVS, que viram oportunidade e falhas na cobertura de saúde dos Estados Unidos. Contudo, elas também passam por problemas de custeio e operação parecidos com o Walmart. A Walgreens, por exemplo, planeja fechar 160 de suas clínicas de cuidados primários. A Amazon anunciou também redução nas unidades de saúde.

Segundo Craig Garthwaite, professor e diretor de cuidados de saúde na Kellogg School of Management, o sucesso no espaço clínico requer um modelo económico sólido. “Você pode comprar todos os ingredientes certos – você ainda precisa de uma boa receita para preparar a refeição”, disse Garthwaite em entrevista para reportagem da Reuters.

Redação

Equipe de jornalistas da redação do Futuro da Saúde.

About the Author: Redação

Equipe de jornalistas da redação do Futuro da Saúde.

Leave A Comment

Recebar nossa Newsletter

NATALIA CUMINALE

Sou apaixonada por saúde e por todo o universo que cerca esse tema -- as histórias de pacientes, as descobertas científicas, os desafios para que o acesso à saúde seja possível e sustentável. Ao longo da minha carreira, me especializei em transformar a informação científica em algo acessível para todos. Busco tendências todos os dias -- em cursos internacionais, conversas com especialistas e na vida cotidiana. No Futuro da Saúde, trazemos essas análises e informações aqui no site, na newsletter, com uma curadoria semanal, no podcast, nas nossas redes sociais e com conteúdos no YouTube.

Artigos Relacionados

Redação

Equipe de jornalistas da redação do Futuro da Saúde.