Saúde mental em tempos de pandemia: o impacto da Covid-19 na vida das pessoas

Estudos mostram aumento de sintomas e transtornos emocionais na população desde o início da pandemia.

162
saúde mental em tempos de pandemia

As medidas de distanciamento social para evitar a disseminação do coronavírus se estenderam por muito mais tempo que o previsto. Agora, mesmo com o avanço da vacinação no país, parece que a vida ainda está longe de voltar ao normal. Por isso, segue sendo de extrema importância falar sobre saúde mental em tempos de pandemia

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), os cidadãos brasileiros são os que mais sofrem com depressão em toda a América Latina. Os níveis de ansiedade também são altos. E, se isso já era problema antes, desde 2020 a situação apenas piorou. 

saúde mental em tempos de pandemia

De acordo com um levantamento da plataforma digital Psicologia Viva com mais de 2,6 mil pessoas, 67% passaram por quadros graves da doença ou perderam alguém da família por ela. Essas pessoas diretamente afetadas pela pandemia tiveram aumento de outros sintomas e transtornos emocionais, sendo os principais a ansiedade (25%), estresse intenso (18%), dificuldades com o sono (15%), quadro depressivo e compulsão alimentar (12%).

Além disso, mesmo quem não foi diretamente afetado teve prejudicada a sua saúde mental em tempos de pandemia. O medo de não sobreviver, de perder alguém querido, de não conseguir sustentar a si mesmo ou sua família contribuíram muito para isso. 

Em um estudo encomendado pelo Fórum Social Mundial, 53% dos brasileiros afirmaram que seu bem-estar mental teve piora em 2020. Já segundo uma pesquisa da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), os casos de depressão aumentaram 90% entre março e abril do ano passado. Enquanto isso, episódios de crises de ansiedade e sintomas de estresse agudo quase dobraram no mesmo período. 

Algumas pessoas têm mais resistência emocional que outras, mas isso não significa que elas aguentem por muito tempo. Tudo tem um limite, e muita gente já está quase lá.

Relação entre saúde mental e sistema imunológico

Por que a saúde mental se relaciona com nosso sistema imunológico? 

A capacidade de proteção do nosso corpo está ligada a muitos fatores. Grande parte deles são psicossociais e podem afetar nosso sistema imunológico. Alguns exemplos desses fatores são o estresse ao qual estamos submetidos – ou ao qual vamos nos submeter e já sabemos de antemão -, nosso estado emocional, a qualidade das nossas relações sociais, entre diversos outros. Esses fatores deixam nosso corpo muito cansado. 

Dependendo do nível de estresse, o organismo pode ficar em risco. Por isso, o lado psicológico está relacionado com a forma como lidamos com os problemas do cotidiano.

Ao passar por uma situação traumática, as emoções e a forma como se processam as informações mostram como esse acontecimento irá repercutir no sistema imunológico. O que pensamos, como reagimos, a intensidade com a qual sofremos, como superamos. Tudo isso reflete um significado emocional que influencia o sistema de defesa.

E como isso acontece no corpo? Quando uma pessoa vivencia uma situação difícil, o Sistema Nervoso Central pode acusar tanto uma mudança de comportamento como também hormonal, em função do estresse ao qual ela está submetida. Esse conjunto de fatores influencia gradativamente o sistema imunológico da pessoa, pois os neurotransmissores inibem as células do sistema imunológico. Isso pode aumentar a vulnerabilidade para contrair doenças e para o desenvolvimento de problemas de saúde.

Cuidados com a saúde mental em tempos de pandemia

A Covid-19 ainda é uma realidade. Mesmo quem já voltou a trabalhar ou estudar presencialmente ainda sente os efeitos da pandemia, seja por ter ficado com sequelas após contrair o vírus, por ter perdido alguém próximo, pela crise financeira, pelo distanciamento social ou simplesmente por todo o medo e ansiedade que uma pandemia traz. Ou por todas as alternativas anteriores. Por isso, separamos algumas dicas de pequenas coisas a implementar no nosso dia a dia que podem ajudar.

Lembre que você não está só

Cada pessoa está inserida em um contexto diferente, mas muitos estão passando por angústias, dificuldades e com contato social reduzido. Ou seja, o ideal é que você não se compare com outras pessoas, pois no fundo não sabemos o real contexto individual de cada um.

Ter a consciência de que é um momento intenso e fora do comum

saúde mental em tempos de pandemia

Entenda que se sentir triste é completamente normal, principalmente se perdeu alguém. Além disso, a saudade da vida como era antes pode deprimir qualquer um e ainda provoca outras emoções difíceis de contornar, que prejudicam nossa saúde mental em tempos de pandemia. Ninguém precisa estar 100% bem todos os dias. Desse modo, não exija isso dos outros e muito menos de você.

Observe suas demandas internas

Especialistas alertam para não esconder e nem ignorar o que você sente. Avalie o seu sofrimento e se entender que o seu estado geral afeta a forma como você têm lidado com suas atividades, procure ajuda especializada.

Limite o tempo ligado nas notícias

É muito bom estar atento e informado ao que acontece no mundo, mas para manter a saúde mental em tempos de pandemia, é preciso ter consciência de que existe muita notícia falsa. E não é só isso: mesmo com notícias provenientes de fontes seguras, ler demais sobre o panorama atual pode causar ansiedade. São inúmeros problemas políticos e financeiros acontecendo mundialmente, diversos agravantes na saúde e no trabalho. O ideal é que você organize um determinado tempo para ler e se informar, mas não em excesso.

Descanse o necessário

Dormir pelo menos 8h por noite ajuda a manter o seu lado emocional equilibrado e renovado. Também é interessante fazer exercícios físicos, pois eles fazem bem para a saúde e ainda ajudam a ter um sono de qualidade.

Alimente-se bem

Ter uma dieta regrada é importante para que não somente o seu corpo, mas também sua mente fique bem. Quando nos alimentamos dos nutrientes necessários, temos um bom funcionamento do cérebro, o que também resulta em bem-estar.

Evite o uso de drogas para aliviar o estresse

Cigarro e álcool são altamente viciantes e a longo prazo causam diversos problemas à saúde física e mental. 

Procure fortalecer seus contatos, mesmo que de forma distante

Se não for possível vê-los com segurança, converse com seus amigos por videochamada ou mesmo por mensagens escritas. É uma forma muito eficaz para você se sentir melhor e amenizar sentimentos desagradáveis. Sem contar que você recorda como tem amigos e familiares que estão do seu lado quando você precisar.

saúde mental em tempos de pandemia

Conteúdos sobre saúde mental no Futuro da Saúde

Futuro da Saúde é um hub de conteúdo digital criado pela jornalista especializada Natalia Cuminale. Além deste site, onde você encontra mais conteúdos como este sobre saúde mental em tempos de pandemia, temos ainda um podcast. Confira abaixo o episódio com o psiquiatra Guilherme Polanczyk, que explicou o impacto do coronavírus no surgimento de transtornos mentais, como depressão e ansiedade. E não esqueça de nos seguir nas redes sociais: Instagram e Youtube.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui