Oxímetro: para que e para quem ele serve.

Oxímetro mede a oxigenação do sangue

92

O oxímetro é um aparelhinho colocado na ponta do dedo para medir a taxa de oxigenação no sangue. Nas últimas semanas, a busca cresceu muito e o dispositivo sumiu de algumas lojas. O aparelho, que custa entre 100 e 200 reais, pode ser útil contra o coronavírus?

Como começou: o uso de oxímetros para pacientes com covid-19 foi defendido pelo médico americano Richard Levitan em um artigo publicado no jornal The New York Times. Ele descreveu uma “hipóxia silenciosa” em pacientes que chegavam ao hospital. Os pacientes não sentiam problemas para respirar, apesar de terem pneumonia e oxigenação no sangue abaixo do normal. Por causa disso, chegavam muito tarde ao hospital.

O impacto: o artigo fez com que as pessoas buscassem o aparelho, já que ele poderia detectar o comprometimento da função pulmonar causado pelo coronavírus.

Para quem serve: não é para todos, segundo alerta a Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia. Em nota, a entidade afirmou que “não existe indicação do uso de oxímetro domiciliar em indivíduos sem doenças pulmonares crônicas” e nem como “método de diagnóstico precoce da COVID-19”.

O risco: “A medição pode dar uma falsa sensação de segurança ao paciente, que deposita fé em uma saturação boa”, disse o médico intensivista Douglas Ferrari, segundo o jornal O Globo. Ele também disse que é pouco provável que um paciente apresente queda da taxa de oxigênio antes de outros sintomas.

O que fazer: como tudo em saúde, é preciso conversar com o seu médico. Cada pessoa pode ter uma indicação específica, de acordo com o estado de saúde. Agora, comprar por comprar, pode ser desnecessário.

Como funciona: o nível considerado normal de saturação de oxigênio no sangue varia entre 95% e 100%. Abaixo de 93% já acende um sinal de alerta. Ou seja, seria um sinal para correr para o hospital, por exemplo.

Margem de erro: a maioria dos oxímetros dão uma leitura 2% acima ou 2% abaixo da saturação. Por exemplo, se sua saturação de oxigênio for de 92% no oxímetro de pulso, ela pode ser de fato qualquer valor entre 90 e 94%.

O que também interfere: a leitura do oxímetro pode ser menos acurada se o paciente usar esmaltes, unhas postiças, tiver as mãos frias, ou tiver a circulação deficiente.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui