Onde posso fazer o teste de coronavírus?

Onde posso fazer o teste de coronavírus?

Teste é indicado por enquanto para quem atende alguns pré-requisitos

By Published On: 05/03/2020

É preciso esclarecer que não há recomendação de ir a um hospital para fazer teste do novo coronavírus só porque voltou de viagem. O critério atual do Ministério da Saúde é muito claro: é preciso ter febre, associada a um sintoma respiratório (tosse, coriza, chiado no peito…) e viajado (ou ter contato com quem viajou) para um dos países da lista da OMS.

Voltei dos EUA e estou com dor de garganta. Devo ir ao PS? Não. Voltei do Japão e meu nariz está escorrendo. Devo ir ao PS? Não. Estou com tosse, febre e acabei de voltar da Alemanha. Devo ir ao PS? Sim.

Estou com medo e prefiro ir ao PS para ter certeza de que está tudo bem. Posso passar no hospital e fazer o teste? Se você não preenche nenhum dos critérios, a resposta é não. Em primeiro lugar, o teste custa cerca de 100 reais para o Ministério da Saúde. Imagina se toda a população resolver fazer só porque está com medo?

O segundo ponto é que ir ao hospital sem estar com os sintomas de fato, além de sobrecarregar o sistema e implicar em custos, também tem mais um agravante: você coloca a sua saúde em risco. Imagine que a sala de espera de um pronto-socorro é um local com várias pessoas doentes. Mesmo que todas as medidas sejam tomadas para evitar o contágio, você concorda que ficar em uma sala cheia de pacientes te deixa mais exposto ao risco?

Não temos por que alimentar esse pânico todo. Uma epidemia de coronavírus é esperada pelas autoridades de saúde. Se (ou quando) isso acontecer, vamos precisar de uma conscientização da sociedade para que o sistema consiga dar conta de quem precisa ser atendido de fato como os casos graves, os idosos, doentes crônicos e pessoas com sistema imunológico comprometido. Ouvi histórias de pessoas indo até o hospital só para ter certeza de que não é nada. Sem sintomas, sem ter viajado. Ter medo do desconhecido é normal, mas é nessas horas que a informação tem que ajudar a acalmar os temores e a evitar riscos e desperdícios desnecessários.

Natalia Cuminale

Sou apaixonada por saúde e por todo o universo que cerca esse tema -- as histórias de pacientes, as descobertas científicas, os desafios para que o acesso à saúde seja possível e sustentável. Ao longo da minha carreira, me especializei em transformar a informação científica em algo acessível para todos. Busco tendências todos os dias -- em cursos internacionais, conversas com especialistas e na vida cotidiana. No Futuro da Saúde, trazemos essas análises e informações aqui no site, com as reportagens, na newsletter, com uma curadoria semanal, e nas nossas redes sociais, com conteúdos no YouTube.

About the Author: Natalia Cuminale

Sou apaixonada por saúde e por todo o universo que cerca esse tema -- as histórias de pacientes, as descobertas científicas, os desafios para que o acesso à saúde seja possível e sustentável. Ao longo da minha carreira, me especializei em transformar a informação científica em algo acessível para todos. Busco tendências todos os dias -- em cursos internacionais, conversas com especialistas e na vida cotidiana. No Futuro da Saúde, trazemos essas análises e informações aqui no site, com as reportagens, na newsletter, com uma curadoria semanal, e nas nossas redes sociais, com conteúdos no YouTube.

Leave A Comment

Recebar nossa Newsletter

NATALIA CUMINALE

Sou apaixonada por saúde e por todo o universo que cerca esse tema -- as histórias de pacientes, as descobertas científicas, os desafios para que o acesso à saúde seja possível e sustentável. Ao longo da minha carreira, me especializei em transformar a informação científica em algo acessível para todos. Busco tendências todos os dias -- em cursos internacionais, conversas com especialistas e na vida cotidiana. No Futuro da Saúde, trazemos essas análises e informações aqui no site, na newsletter, com uma curadoria semanal, no podcast, nas nossas redes sociais e com conteúdos no YouTube.

Artigos Relacionados

Natalia Cuminale

Sou apaixonada por saúde e por todo o universo que cerca esse tema -- as histórias de pacientes, as descobertas científicas, os desafios para que o acesso à saúde seja possível e sustentável. Ao longo da minha carreira, me especializei em transformar a informação científica em algo acessível para todos. Busco tendências todos os dias -- em cursos internacionais, conversas com especialistas e na vida cotidiana. No Futuro da Saúde, trazemos essas análises e informações aqui no site, com as reportagens, na newsletter, com uma curadoria semanal, e nas nossas redes sociais, com conteúdos no YouTube.