Home Inovação O que é gestão hospitalar e por que os hospitais estão investindo...

O que é gestão hospitalar e por que os hospitais estão investindo em profissionais cada vez mais capacitados

Instituições estão, cada vez mais, buscando gestores hospitalares mais capacitados para conseguirem lidar com os desafios atuais.

               
537
o que é gestão hospitalar

Cerca de 53% das despesas hospitalares no Brasil são desperdícios ocasionados por falhas que poderiam ser controladas, segundo levantamento realizado na base de dados da plataforma Valor Saúde Brasil. Cabe a gestores hospitalares capacitados mudar essa realidade. Mas você sabe o que é gestão hospitalar e qual o seu papel para aproveitar as oportunidades de ganhos assistenciais?

Afinal, o que é gestão hospitalar? 

o que é gestão hospitalar

Apesar de ser uma profissão que cresceu muito ao longo dos últimos anos, muita gente ainda se pergunta o que é gestão hospitalar. Trata-se de uma profissão que entende e gerencia todo o funcionamento dos estabelecimentos de saúde, sejam eles simples ou mais complexos. Assim, o gestor hospitalar tem o conhecimento para poder gerenciar todos os setores de um estabelecimento de saúde com excelência.

O profissional da área precisa ter uma visão da instituição como um todo. Ao mesmo tempo, deve considerar as particularidades de cada setor e de que forma eles interagem entre si.

Por que os hospitais estão investindo cada vez mais em profissionais capacitados

O mercado de gestão hospitalar é bastante competitivo. As instituições estão, cada vez mais, buscando gestores hospitalares mais capacitados para conseguirem lidar com os desafios atuais. Isso porque a função mudou muito nos últimos anos, principalmente pela evolução das tecnologias na saúde. Ou seja, na maioria dos casos é preciso experiência e um histórico educacional de qualidade para se conseguir gerir um hospital inteligente, aumentando a eficiência e evitando desperdícios.

Assim, um profissional mais qualificado deverá conseguir lidar melhor com os desafios e demandas provocadas pelas constantes atualizações tecnológicas, necessidade de sistemas abrangentes e interligados, pacientes mais exigentes e complexas discussões de modelo de remuneração e entrega de valor.

O uso da tecnologia aliada à gestão hospitalar, além de acompanhar as tendências, garante a sua própria sobrevivência. Dessa forma, torna-se essencial que um profissional de gestão hospitalar seja capacitado para lidar com tecnologia.

Capacitação também de profissionais da saúde

o que é gestão hospitalar

Além dos gestores, os hospitais também estão priorizando a capacitação dos seus profissionais de saúde. Como uma solução para isso, muitas instituições já oferecem cursos próprios. Assim, ao mesmo tempo em que há uma nova forma de negócio relacionada aos cursos, é possível controlar a qualidade do ensino e selecionar os melhores para trabalhar no local. No caso dos profissionais de saúde, isso faz com que diminuam os erros de conduta e aumente a qualidade do serviço prestado aos pacientes.

O Instituto D’OR de Pesquisa e Ensino (IDOR) é um exemplo de instituição que tem investido no mercado educacional com cursos de pós-graduação e extensão. Os cursos proporcionam aulas práticas e teóricas aos alunos.

Em Porto Alegre, o Hospital Moinhos de Vento lançou recentemente uma Faculdade de Ciências da Saúde. O primeiro curso oferecido é Enfermagem, que teve início em 2019. O objetivo é formar profissionais mais preparados. Os alunos já têm contato com os pacientes desde o primeiro semestre, no próprio hospital. A instituição ainda oferece cursos técnicos, de pós-graduação, de extensão e fellowships.

Com essa tendência, os gestores hospitalares passam a ter mais um desafio: gerir uma instituição não apenas de assistência, mas também de educação e de produção de conhecimento.

Gestão hospitalar: o que faz um profissional da área

O gestor hospitalar possui diversas funções. As principais são:

  • Liderar as equipes multidisciplinares
    O profissional de gestão hospitalar precisa saber liderar equipes formadas por médicos, enfermeiros, nutricionistas, farmacêuticos, fisioterapeutas e também lidar com pessoal do do financeiro, recepção, administrativo, entre outros. Precisa avaliar os problemas de cada profissional, buscando soluções e negociações definidas de forma acordada entre todos.
  • Solucionar problemas técnicos e administrativos
    O profissional de gestão hospitalar deve resolver as situações clínicas, administrativas e financeiras do estabelecimento de saúde. Assim, ele precisa levantar as atividades e processos, avaliando os custos de cada setor e comparando com a concorrência e também com a situação atual brasileira. Necessita avaliar como tudo isso impacta no setor. E para isso, tem de observar e estar atento ao que acontece dentro e fora do hospital.
  • Organizar processos que envolvem a instituição hospitalar
    Essa tarefa pode ser bastante desafiadora, em especial quando a rotina de um setor muda e afeta também outras áreas, seja de forma positiva ou negativa. Dependendo do contexto, isso pode envolver aquisição de computadores, treinamento de equipe, determinação de novas responsabilidades e identificação de obstáculos. Por esses motivos, o profissional de gestão hospitalar precisa motivar a equipe, planejar a rotina, acompanhar e organizar os processos e funcionários de forma constante.
  • Planejar a administração do estabelecimento de saúde
    É uma das responsabilidades fundamentais desse setor, que necessita criar planos de ação de acordo com o que o hospital precisa. Precisa levantar custos, quantidade de funcionários envolvidos numa ação, o que é emergencial ou não, minimizando riscos e acidentes.
  • Controlar e avaliar o gerenciamento, de acordo com indicadores de êxito
    Através dos dados levantados pelos sistemas, relatórios e depoimentos dos funcionários, é possível avaliar a eficácia de uma rotina hospitalar.
o que é gestão hospitalar

Mercado de Trabalho

O local de trabalho para gestores hospitalares não se limita apenas a hospitais. Assim, esses profissionais podem trabalhar em outros ambientes voltados para o cuidado com a saúde, como startups, clínicas médicas, maternidades, laboratórios, centros de estética e instituições de longa permanência para idosos.

Além disso, há diversas possibilidades de carreira. Algumas delas são:

Gerente hospitalar

A função desse profissional é coordenar ações, prevenir adversidades e conduzir os resultados. É uma área bastante dividida, com muitas funções, que podem ser tanto focadas na parte administrativa quanto na operacional. Também pode ficar responsável por alguma área, como emergência, centro cirúrgico ou outros. 

Analista de auditoria de contas hospitalares

Nesse setor de gestão hospitalar, o foco é o funcionamento das contas e demandas financeiras do local. O gestor irá conferir e gerenciar os valores, atuando mais como um analista supervisor que deixa todas as contas em dia.

Gerente de hotelaria hospitalar

Todo hospital tem a possibilidade de internar pacientes, o que implica possuir leitos disponíveis e cuidar bem do contexto da hospedagem das pessoas. Então, o manejo, acompanhamento e liberação de quartos e leitos de quem está internado, bem como limpeza, esterilização, alimentação, visitas de médicos e consultas devem ser responsabilidade desse profissional.

Coordenador de estoque hospitalar

Um hospital precisa ter equipamentos e estoque de materiais e medicamentos para boa realização das suas tarefas. Quem coordena essa parte é o profissional de coordenação de estoque hospitalar. Ele cuida do controle de produtos e tudo que é necessário para que o estabelecimento de saúde atue da melhor forma possível. A entrada e a saída de medicamentos também são controladas por ele, para que não ocorram desperdícios.

Gerente de enfermagem

Essa função requer uma administração de equipes, garantindo dessa forma, que todas as soluções sejam realizadas com empenho.

Gestor de equipe e captação médica

A função de captar novos profissionais capacitados é muito importante para agregar resultados cada vez mais eficientes. Esse profissional fica encarregado de cuidar do desempenho desses profissionais.

Gerente de controle de sinistro

Numa clínica que possui convênio, se o profissional entende sobre rede credenciada, solicitações, autorizações e reembolsos, ele está apto para este setor. O gerente de controle de sinistro monitora os pedidos e a relação com quem realiza esse serviço. Assim, os contratos são sempre bem administrados.

Chefe de manutenção hospitalar

É sempre importante verificar equipamentos e materiais de um hospital. Manutenções preventivas e corretivas geram  economia e evitam dor de cabeça depois. Por isso, a função desse profissional de gestão hospitalar é garantir o bom funcionamento de todos os componentes do estabelecimento de saúde.

Diretor hospitalar

Trata-se do cargo mais alto da carreira de gestão hospitalar. O profissional é responsável por coordenar as equipes e times que lideram, para que tudo flua da melhor forma. Deverá participar de reuniões administrativas e decisivas sobre o futuro da empresa, com o objetivo de conseguir cada vez mais novos pacientes, além de manter os já conquistados.

Futuro da Saúde

Por fim, gostou deste artigo sobre o que é gestão hospitalar? Então, você encontra mais conteúdos exclusivos sobre gestão e inovação aqui no site do Futuro da Saúde. Nos acompanhe também no Instagram e Youtube e confira o Instagram da nossa diretora, a jornalista Natalia Cuminale.

Temos ainda um podcast. Confira abaixo o episódio com a médica intensivista Mariana Perroni, que é referência em inovação na área da saúde.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui