O medo do hospital e as consequências para a saúde

Estudos mostram que as pessoas estão deixando de ir ao hospital ou em consultas médicas por causa do coronavírus, fato que tem prejudicado o diagnóstico precoce de outras doenças

               
314

Por medo do coronavírus, as pessoas deixaram de ir ao hospital e procurar o médico. Hospitais e serviços de diagnóstico apontam para uma queda em atendimentos não relacionados ao coronavírus. Alguns cuidados com a saúde podem esperar, claro, mas outros são essenciais. A consequência disso é que doenças não serão detectadas precocemente e que emergências não serão tratadas no momento certo. ⁣

Falei disso, inclusive, em uma entrevista recente com o oncologista Dr. Fernando Maluf.

Uma nova pesquisa realizada nos Estados Unidos apontou que o medo de contrair o covid-19 em um hospital impede a procura por cuidados essenciais. Conduzido pela Sociedade de Angiografia e Intervenção Cardiovascular, o levantamento incluiu respostas de cerca de 1.000 adultos nos EUA com mais de 30 anos. Segundo os dados:⁣

– 36% dos entrevistados vêem ir ao hospital como um comportamento de risco, superior ao número de vêem ir a um salão de beleza (27%) ou à praia (16%) ⁣

– Questionados ainda sobre a possibilidade de ir a um hospital, 61% disseram que sentiam uma certa ou grande probabilidade de adquirir o covid-19 lá ⁣

– Metade dos entrevistados disseram ter mais medo de contrair a infecção do que sofrer um ataque cardíaco ou derrame⁣

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui