Abrale lança nova plataforma que permite colaboração entre oncologistas

O projeto Onco TeleInterconsulta oferece meios para o compartilhamento de informações com especialistas reconhecidos no meio, esclarecimento de dúvidas sobre diagnóstico, tratamento e segmento terapêutico.

               
170
O projeto Onco TeleInterconsulta oferece meios para o compartilhamento de informações com especialistas reconhecidos no meio, esclarecimento de dúvidas sobre diagnóstico, tratamento e segmento terapêutico.

Nesta semana a Associação Brasileira de Linfoma e Leucemia (Abrale) lançará a plataforma Onco TeleInterconsulta, um novo projeto gratuito desenvolvido para permitir maior integração entre especialistas de oncologia, onco-hematologia e pacientes. O objetivo é facilitar a colaboração entre os médicos, de forma que haja um melhor desfecho clínico para os pacientes. “Essa rede de colaboração entre médicos vai promover a troca de experiências clínicas, discussão de casos clínicos complexos, apoio para confirmação do diagnóstico e definição do melhor tratamento, entre outros. São médicos especialistas atuando em colaboração para indicar o melhor tratamento para pacientes oncológicos de todo o Brasil com objetivo de atingir melhor desfecho clínico”, disse Catherine Moura, CEO da Abrale.

As possibilidades do Onco TeleInterconsulta podem ser exploradas através de duas modalidades, a consultoria ou a interconsulta, ambas direcionadas para os especialistas. Na primeira opção, há a orientação entre médicos, gestores e demais profissionais da saúde, com o objetivo de esclarecer dúvidas sobre diagnósticos e procedimentos relacionados ao câncer hematológico. Na segunda opção, é possível trocar informações sejam elas imagens, clínicas, laboratoriais ou opiniões. Essa forma de colaboração é recomendada principalmente para casos de neoplasias raras e cânceres de alto risco.

Além de ferramentas para facilitar o estudo de casos clínicos entre os médicos, destaca-se ainda a troca de conhecimentos sobre diferentes tipos de cânceres e tratamentos complexos. A plataforma também oferecerá auxílio em casos clínicos locais e a possibilidade de obter uma segunda opinião ou orientação quanto às condutas seguidas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui