Estamos vivendo a pior fase da pandemia

Ontem, o Brasil bateu o recorde: 1.726 pessoas morreram por causa da Covid-19.

306

É unânime entre os especialistas que estamos vivendo a pior fase da pandemia. Apesar dos conhecimentos científicos que acumulamos ao longo do ano passado. Apesar da chegada tão esperada das vacinas. Apesar das lindas fotos dos velhinhos recebendo suas doses. O mais preocupante não é só estar vivendo a pior fase. É essa projeção de que ainda há potencial para piorar.⁣

Por que isso está acontecendo agora? Será reflexo das festas de fim de ano? Será culpa das novas variantes que se transmitem com facilidade? Será que é a falta de uma gestão eficiente da crise pelo poder público? Sem dúvida nenhuma é por causa de tudo isso junto. Mas também é por causa das pessoas. Parece que há um prazo de validade para o quanto aguentamos os cuidados contra o vírus que não vai embora tão cedo. O sentimento de invencibilidade também ajuda. ‘Sou jovem, não vai me pegar’. ⁣

No cenário atual, o que fazer para tentar minimizar a tragédia? Reforçar o que fazemos há um ano. Os jornais publicam todos os dias os números de UTIs lotadas, sem capacidade. Isso não é assustador o suficiente? Os especialistas recomendam o distanciamento de 1,5 e o uso de máscaras. Isso é muito difícil de se cumprir? Agora chegamos naquele momento crítico em que a capacidade do sistema de saúde tem um limite e para evitar o colapso os gestores precisam garantir as melhores estratégias, seja fechar locais, seja diminuir horários de circulação. ⁣

Honestamente, não temos outras alternativas na manga agora. Ou tentamos diminuir nossos riscos ou vamos ver mais mortes. Ontem, aliás, batemos o recorde: 1.726 pessoas morreram por causa da Covid-19.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui