Entra em vigor lei nos EUA que transfere aos pacientes a propriedade de seus dados de saúde

Entra em vigor lei nos EUA que transfere aos pacientes a propriedade de seus dados de saúde

Para muitos, ontem foi um dia histórico para a saúde […]

By Published On: 07/10/2022

Para muitos, ontem foi um dia histórico para a saúde nos Estados Unidos: a partir da quinta-feira, 6 de outubro, os dados e registros de saúde dos pacientes passaram a ser liberados de forma digital e com acesso irrestrito. Esta nova era, onde os pacientes passam a ser donos de seus dados, foi possível após a aprovação, em 2016, de uma lei nos EUA conhecida como 21st Century Cures Act. De lá para cá, todo o sistema de saúde teve que se adequar para a nova realidade.

Antes dessa liberação, as redes de dados, sistemas e empresas de registros médicos eletrônicos definiam a quantidade de dados que os pacientes poderiam acessar, quando e sob quais condições. Nesse cenário, corretores de dados lucravam com essas informações, vendendo-as para terceiros, como farmacêuticas e seguradoras, muitas vezes sem a ciência e o consentimento dos pacientes. Ainda, hospitais e outras organizações relutavam em fornecer essas informações por motivos comerciais, contribuindo com a manutenção dos pacientes sob seus cuidados.

Com a nova legislação, o paciente se torna o proprietário de seus dados e, consequentemente, pode escolher com quem compartilhá-los, se for do seu interesse. Essa mudança foi apontada como um ponto de partida para uma economia de dados em que o paciente é o mediador, promovendo uma fluidez de compartilhamento e mobilidade eletrônica nos serviços de saúde semelhante a que existe nos serviços bancários.

Apesar das regras, especialistas de dados de saúde constataram que há muito a se evoluir ainda. Existem dúvidas sobre os protocolos de compartilhamento de registros de saúde digitais, os quais incluem imagens e anotações médicas, dados genéticos e outros detalhes, além de que provedores de dados ainda podem deter informações em algumas exceções. Aplicativos como o Apple Health Records já expandiram o acesso aos dados, mas a lei dita uma abertura muito maior de informações, o que exigirá tempo para que esses detentores de dados se adequem totalmente às novas circunstâncias.

Por que essa lei nos EUA é importante para o sistema de saúde?

A lei é vista de maneira otimista e determina um marco relevante na saúde, porque pode mudar a forma com que empresas e o próprio paciente lidam com os dados. Ter um maior controle de seus registros fará com que os pacientes se empoderem de sua própria saúde e tenham um maior entendimento sobre seus cuidados, o que é considerado na hora de comprar um novo serviço ou participar de uma pesquisa médica.

Essa mudança de propriedade é uma tendência mundial em praticamente todos os setores, desde as redes sociais até o sistema financeiro. No Brasil, o open banking, por exemplo, recebeu atenção nos últimos tempos e chegou a inspirar até mesmo o início da conversa sobre o open health, no sentido de compartilhar dados entre planos de saúde com objetivo de aumentar a concorrência.

O assunto também esbarra em outra das grandes tendências do setor: a interoperabilidade, que é a integração de dados entre os players do setor, como hospitais, operadoras e até mesmo serviço público. A maior facilidade de transporte de dados pode contribuir para que o sistema de saúde tenha acesso ao histórico de informações e, assim, crie a possibilidade de uma continuidade de atendimento para as pessoas, com impactos na sustentabilidade financeira do setor.

Redação

Equipe de jornalistas da redação do Futuro da Saúde.

About the Author: Redação

Equipe de jornalistas da redação do Futuro da Saúde.

5 Comments

  1. final fantasy 04/11/2023 at 10:20 - Reply

    Greetings from Los angeles! I’m bored at work so I decided to browse
    your blog on my iphone during lunch break. I enjoy the knowledge you present here and can’t wait to take a look when I get home.
    I’m amazed at how quick your blog loaded on my cell phone ..
    I’m not even using WIFI, just 3G .. Anyhow, fantastic blog!

  2. twem blog 10/11/2023 at 05:26 - Reply

    What’s Going down i’m new to this, I stumbled upon this I’ve found It
    positively useful and it has helped me out loads.
    I hope to give a contribution & help other users like its aided me.
    Great job.

  3. It is really a nice and helpful piece of information. I’m glad
    that you simply shared this useful info with us. Pleaqse keep
    us up to date like this. Thank you for sharing.

    My blog :: https://Casinoonlinevavada.onepage.website

  4. Liink exchange is nothing else but it is just pplacing the other person’s weblog link on your page at proper place and other person will also
    do similar in support of you.

    Look at my homepage :: mostbetcasino.Wordpress.com

  5. Fantastic post but I was wondering if you could write a litte more on this
    subject? I’d bbe very thankful if you could elaborate a
    little bit more. Thanks!

    Also visit my web page … https://mobileslot.evenweb.com/

Leave A Comment

Recebar nossa Newsletter

NATALIA CUMINALE

Sou apaixonada por saúde e por todo o universo que cerca esse tema -- as histórias de pacientes, as descobertas científicas, os desafios para que o acesso à saúde seja possível e sustentável. Ao longo da minha carreira, me especializei em transformar a informação científica em algo acessível para todos. Busco tendências todos os dias -- em cursos internacionais, conversas com especialistas e na vida cotidiana. No Futuro da Saúde, trazemos essas análises e informações aqui no site, na newsletter, com uma curadoria semanal, no podcast, nas nossas redes sociais e com conteúdos no YouTube.

Redação

Equipe de jornalistas da redação do Futuro da Saúde.