Covid-19: novo teste rápido detecta quantidade de anticorpos no corpo

Com a precisão maior que os testes rápidos já conhecidos, novo teste de anticorpos só precisa de 1 gota de sangue para gerar resultados em menos de uma hora.

               
248

Novo teste rápido é capaz de avaliar imunidade após infecção por Covid-19, segundo artigo publicado na revista Nature Communications. Pesquisadores da Faculdade de Medicina na Universidade Temerty, no Canadá, desenvolveram teste sorológico que em menos de uma hora consegue gerar resultados precisos da quantidade de anticorpos no organismo, utilizando apenas 1 gota de sangue.

A suspeita de que há imunidade natural após infectar-se com o vírus existe há um tempo, mas a durabilidade dessa proteção ainda é desconhecida. Segundo o relatório de janeiro da Força-Tarefa de Imunidade Covid-19, do Canadá, a maioria da população canadense ainda está sujeita ao novo coronavírus, pois menos de 2% testou positivo para anticorpos.

Os cientistas acreditam que com o novo teste será possível realizar estudos em massa, o que possibilita descobrir a quantidade de anticorpos necessários para proteção e se há diferença nesse número para quem teve diferentes quadros de infecção, seja leve, moderada ou grave.

“Sabemos que as pessoas que foram infectadas com SARS-CoV-2 têm níveis muito diversos de anticorpos, e não seria surpreendente descobrir que abaixo de algum nível basal eles podem não ser protetores “, disse Zhong Yao, pesquisador sênior do estudo e co-inventor do método do teste, para o EurekaAlert.

O teste desenvolvido é prático, barato e sua tecnologia diferenciada oferece resultados precisos, o que pode permitir que mais respostas surjam em breve. O que difere este dos outros testes sorológicos conhecidos, é que os outros usam um método chamado “ELISA”, que também mede a quantidade de anticorpos, mas leva seis horas para adquirir os resultados, sendo então menos prático do que o desejado.

Já os testes cuja estética lembram testes de gravidez vendidos em farmácias, são rápidos mas são menos precisos. Segundo especialistas, esses testes não são confiáveis pois a chance de acertarem o resultado pode ser de 25%.

O método ELISA se combinou ao método SATiN para oferecer os resultados apurados que os pesquisadores canadenses almejavam nessa pesquisa.

“Nosso teste é muito sensível, talvez melhor do que qualquer outro atualmente disponível na detecção de baixos níveis de anticorpos, e sua especificidade, também conhecida como taxa de falso-positivo, é tão boa quanto o melhor teste de anticorpos no mercado”, disse o integrante da pesquisa e professor de bioquímica e genética molecular na Universidade Temerty, Igor Stagljar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui