Covid-19: 42% dos brasileiros já se sentem confortáveis em não usar máscara, aponta levantamento

Levantamento feito pela v-tracker indica também que apenas 25% se sente desconfortável em abandonar o uso de máscaras.

               
76
Levantamento feito pela v-tracker indica também que apenas 25% se sente desconfortável em abandonar o uso de máscaras.

Atualmente, cerca de 64,78% da população brasileira já completou o primeiro ciclo vacinal, o que tem proporcionado maior sensação de segurança para as pessoas. Entretanto, a Covid-19 ainda circula e uma nova variante deixa as autoridades de saúde em alerta, a ômicron. Por este motivo, foi adiado o fim da obrigatoriedade do uso de máscaras em locais abertos em São Paulo.

Em contraponto às preocupações do momento, uma pesquisa feita pela plataforma de monitoramento v-tracker indica que os brasileiros estão polarizados quanto ao uso da medida de proteção. Os dados apontam que 42% da população brasileira já se sente confortável em não utilizar máscara em ambientes públicos.

Além disso, a análise das falas dos entrevistados indicam que dois sentimentos foram mais citados, o relaxamento e o medo. “Isso aponta para uma dualidade e polarização muito clara nas opiniões”, afirmou Gabriel Viragine, diretor da plataforma v-tracker.

Destaques da pesquisa

Para chegar a essas conclusões, o levantamento avaliou a questão a partir da pergunta: “Imagine que não é mais obrigatório o uso de máscara em locais públicos a partir de hoje em todo o país: como você se sentiria ao sair de casa sem máscara? Se já tiver liberado na sua cidade, fale como você se sente hoje. Coloque 1 para NADA CONFORTÁVEL e 5 para SUPER CONFORTÁVEL”

Dessa forma, os resultados foram que no público geral:

Levantamento da v-tracker indica que cerca de 42% da população já se sente confortável em sair de casa sem máscara.
  • A cada 3 pessoas, 1 já se sente muito confortável em não utilizar máscara em espaços públicos;
  • Apenas 25% dos entrevistados afirmam estar nada confortáveis com a ideia de não utilizar máscaras;
  • A região sul concentra a maioria das pessoas que estão confortáveis sem as máscaras em ambientes públicos;
  • A região sudeste — em especial, o estado de São Paulo — concentra a maior parte das pessoas menos confortáveis em sair abandonar o uso de máscaras.

Entretanto, a avaliação por gênero destaca que:

  • 41,9% das mulheres se sentem desconfortáveis em não utilizar máscaras;
  • Em paralelo, apenas 32,1% dos homens estão desconfortáveis em sair de casa sem máscara.

E no que se refere a percepção pela idade:

  • 55,2% do público com 46 anos ou mais afirma não estar confortável para sair sem máscara;
  • Apenas 32,4% dos jovens de 18 a 25 anos afirmam sentirem-se desconfortáveis em não usar máscara hoje em dia.

A influência do local

Durante a coleta de respostas, os entrevistados contaram quais os principais locais onde se sentem desconfortáveis em não utilizar máscaras. Entre eles, foram citados com mais frequência: lugares fechados, hospitais, transporte público, shoppings, locais com grande aglomeração.

A v-tracker destaca ainda que quase houve um volume pequeno de menções sobre o local de trabalho.

“O debate sobre o uso de máscaras em locais públicos evidencia a polarização da população brasileira em tópicos sociais e políticos ao mesmo tempo que consegue aflorar sentimentos conflitantes dentro das pessoas. Por um lado, a população está cansada da tensão que a pandemia trouxe sobre nossas vidas e a máscara passou a ser vista como uma alegoria dos anseios que as pessoas passaram e ainda estão passando”, conclui o diretor da plataforma.

A pesquisa foi realizada com 1000 pessoas, que responderam ao questionário na primeira semana de dezembro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui