Home Sua saúde Como é realizado o atendimento domiciliar pelo SUS e pelos planos de...

Como é realizado o atendimento domiciliar pelo SUS e pelos planos de saúde

Prática proporciona ao paciente um cuidado especializado, em casa e mais perto da família.

               
253
atendimento domiciliar

A demanda por atendimento domiciliar de saúde tem crescido bastante nos últimos anos. Isso se deve principalmente ao envelhecimento da população. A prática proporciona ao paciente um cuidado similar ao que ele receberia no hospital, mas em casa. Assim, acaba evitando o risco de infecções hospitalares e ao mesmo tempo o aproxima da sua família, deixando-o mais confortável e seguro.

O atendimento domiciliar também pode ser chamado pelo termo em inglês home care, que tem um significado bem parecido: cuidado domiciliar. 

Assim, o tratamento que começa no hospital se transfere para a casa do paciente, sem perda de qualidade. Esse tratamento pode incluir uma equipe de médicos, enfermeiros, nutricionistas, fisioterapeutas e diversos outros profissionais do ramo da saúde. Dessa forma, eles passam a atender o paciente em casa, com a colaboração da família e de possíveis cuidadores.

O atendimento domiciliar normalmente é indicado quando o paciente está em situação de saúde estável após uma passagem pelo hospital e surge a possibilidade de ele receber alta, mas o tratamento precisa de continuidade com supervisão profissional. Através de uma avaliação dos profissionais de saúde, é possível verificar essa possibilidade, analisando as condições financeiras e de instalações adequadas em conjunto com os familiares.

Atendimento domiciliar pelo SUS

atendimento domiciliar

Muitas pessoas não sabem, mas o SUS também presta o serviço de atendimento domiciliar. Desde 2011 que os pacientes têm direito a esse serviço, garantindo a continuidade dos serviços do hospital e a saúde do paciente. 

O atendimento domiciliar médico realizado pelo SUS pode tanto complementar como também substituir o atendimento ambulatorial ou a internação do paciente.

De acordo com o Ministério da Saúde, para ter possibilidade de utilizar o atendimento domiciliar pelo SUS, o acesso a esses serviços normalmente é feito no próprio hospital onde o paciente está. A equipe de Atenção Primária da Saúde ou a Unidade de Pronto Atendimento também podem fazer essa solicitação.

No caso dos familiares fazerem o pedido, é necessário entrar em contato com a Unidade Básica de Saúde mais perto da residência do paciente ou com a Secretaria de Saúde da cidade do mesmo. 

O problema é que devido à grande quantidade de solicitações, muitos pacientes não conseguem acesso ao serviço ou ficam em uma lista de espera. 

Atendimento domiciliar pelos planos de saúde

atendimento domiciliar

O atendimento domiciliar não está incluso na cobertura obrigatória da maior parte dos planos de saúde. Porém, a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) afirma que o paciente tem o direito e o plano de saúde tem o dever de mantê-lo no hospital internado até que ele esteja apto para receber alta e ir para sua residência. 

Esse é um tema que está sendo debatido na justiça, porque nem sempre é isso que acontece. Quando o plano de saúde não cobre o atendimento domiciliar de um paciente que está pronto para ter alta mas precisa seguir com alguns cuidados específicos em casa, muitas vezes ele recebe uma negativa dupla da operadora: além de não autorizar o atendimento domiciliar, ainda suspende as suas despesas hospitalares.

Há inúmeros casos delicados que necessitam de acompanhamento constante. Por exemplo, pacientes que precisam de fisioterapia motora ou respiratória, portadores de Alzheimer, que utilizam medicamentos de administração endovenosa, manutenção dos curativos para escaras, todos eles precisam de cuidados constantes e especializados que somente um profissional vai oferecer. 

atendimento domiciliar

Quanto custa um serviço particular de atendimento domiciliar 

atendimento domiciliar

Há empresas especializadas nesses serviços de atendimento domiciliar. O preço de atendimento domiciliar varia de acordo com os tipos de profissionais oferecidos em cada contrato. Por exemplo, se há atendimento médico, fisioterápico e nutricional incluídos e a formação do profissional que vai acompanhar o paciente diariamente (enfermeiro, técnico de enfermagem ou apenas cuidador). O contexto de complexidade de cada caso e a localização (estado e município) do paciente também influenciam no preço.  

Contratações individuais

Os profissionais também podem ser contratados individualmente. Em um panorama geral, de acordo com a tabela de honorários da Federação Nacional dos Nutricionistas, uma consulta domiciliar de um profissional de nutrição para uma média de até 4 horas, fica em torno de R$ 250 a R$ 350. Isso sem contar a elaboração de cardápios (especiais ou não), acompanhamento constante, atividades de educação nutricional, consulta clínica, entre outros.

Na especialidade de fisioterapia, o Referencial Nacional de Procedimentos Fisioterapêuticos aponta que a avaliação inicial para verificar o problema e o tipo de tratamento gira em torno de R$ 65 a R$ 100. Uma consulta domiciliar tem o valor inicial médio de R$ 84, mas tudo depende do tipo de sessão.

Conteúdos no Futuro da Saúde

Por fim, no site do Futuro da Saúde, você encontra mais conteúdos gratuitos sobre assuntos relacionados a atendimento domiciliar. Além disso, nos acompanhe também no Instagram e Youtube e confira o Instagram da nossa diretora, a jornalista Natalia Cuminale.

https://www.instagram.com/p/CPWYs0vnfmB

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui