Ainda é possível conter o avanço mundial do coronavírus?

Vírus avança rapidamente no mundo e no Brasil

91

Neste domingo, o Ministério da Saúde informou que o Brasil já possui 25 casos confirmados de coronavírus. O número tem crescido e o avanço mundial é rápido. E o mesmo acontece no resto do mundo. Ao todo, são 109.835 casos confirmados de coronavírus no mundo. Na Itália, o segundo país mais afetado depois da China, o total de infectados só aumenta: são mais de 7.000 pessoas.

Por causa disso, o primeiro-ministro italiano decretou quarentena em toda a região Norte do país, isolando 16 milhões de pessoas. Isso significa que a batalha está perdida? Ainda não. Enquanto os surtos estiverem localizados em regiões específicas, é possível controlar a disseminação do vírus a partir de medidas de saúde pública. Foi o que disse Bruce Aylward, conselheiro-sênior da Organização Mundial da Saúde, ao NPR.

A quarentena nas cidades afetadas é um caminho, mas não é o único. Cancelar grandes eventos, estimular o home office, fechar escolas e impedir que as pessoas viagem são estratégias que ajudam a evitar que o vírus se espalhe. Mas, além disso, é preciso ter um serviço de saúde pública robusto que seja capaz de detectar os casos rapidamente, isolar os pacientes infectados e monitorar todos aqueles que tiveram contato com o doente.

Essa ‘inteligência epidemiológica’ consegue rastrear o caminho do vírus e conter a disseminação. Também é preciso que as pessoas se engajem para cumprir as ‘regras de etiqueta’ da infectologia: lavar as mãos, ter cuidado ao tossir e espirrar e evitar sair de casa se estiver doente são algumas delas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui