Adesão a planos de saúde empresariais cresce na pandemia, segundo IESS

O aumento de vínculos de planos de saúde e empresas foi associado principalmente a retomada econômica no setor de serviços e na indústria.

               
154

A adesão dos planos de saúde, principalmente os empresariais, tiveram um aumento ao longo da pandemia, segundo novo informativo do Instituto de Estudos de Saúde Suplementar (IESS). Entre o período analisado, maio de 2020 e maio de 2021, houve crescimento de 2,9% na adesão no mercado geral, número que corresponde a 1,33 milhão de novos beneficiários. Em maio deste ano, cerca de 1,27 milhão de beneficiários de planos empresariais engataram novos vínculos, o que corresponde a um crescimento de 4%.

Segundo o levantamento, o aumento pode estar associado aos sinais de retomada econômica, principalmente nos setores da indústria e serviços. “Parte desse crescimento está ligado ao acréscimo no número de novos empregos com carteira assinada. De acordo com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), o Brasil abriu mais de 280 mil vagas de trabalho formais em maio”, explicou José Cechin, superintendente executivo do IESS. “Em muitos setores, os contratos coletivos também preveem o benefício do plano de saúde”, completou.

Segundo levantamento do IESS, no período dos últimos 12 meses houve um crescimento de 2,58% milhões de novos empregos no país. Enquanto a indústria apresentou 635,96 mil novas vagas, o setor de serviços obteve 837,97 mil novas contratações.

Outro motivo apontado como impulsionador do aumento é o fato de que pequenos empreendedores também podem contratar convênios médicos, incluindo os Microempreendedores Individuais (MEI). “Na pandemia, contar com a segurança de um plano de saúde ganhou maior relevância para as pessoas. E no processo de potencial recuperação da economia, a saúde suplementar sente os efeitos, como demonstra nosso informativo”, concluiu Cechin.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui